Aldeia de Castro Laboreiro

Natureza

Castro Laboreiro, na freguesia com o mesmo nome, do concelho de Melgaço, para além de integrar o Parque Nacional da Peneda-Gerês, o que por si só já é um atractivo turístico, apresenta uma tipicidade própria no tipo de construções castrejas e uma raça canina com o mesmo nome da aldeia, conhecida mundialmente. A aldeia possui ainda um milenar e riquíssimo legado histórico, arqueológico e arquitectónico, designadamente os monumentos megalíticos, o Castelo de Castro Laboreiro - classificado como Monumento Nacional-, as pontes e igrejas medievais, os fornos comunitários, os moinhos, a actividade agro-pastoril e as singulares Brandas, Inverneiras e Lugares Fixos, testemunhos, também aqui, da prática da transumância.

As florestas da região são dominadas por carvalhos. Encontram-se também o medronheiro, o azevinho, o azereiro, o pinheiro e o vidoeiro. Os matos arbustivos são característicos de zonas mais elevadas e são constituídos principalmente por tojos, urzes e giestas. As espécies animais com maior representatividade são o javali, o veado, o texugo e a lontra.

Os visitantes podem encontrar alojamento na aldeia de Castro Laboreiro na Albergaria Mira Castro, na Casa Abrigo dos Amigos do Barreiro e na Casa do Barreiro e do João Alvo, todas elas resultantes da recuperação de casa típicas Castrejas. Dispõem também de uma gastronomia variada com pratos típicos, que incluem carne de cabrito , bifes de presunto, enchidos, broa centeia e broa milha. Há, ainda, dois doces típicos - bucho doce e sopa seca de pão duro. Para uma boa digestão e um contacto mais activo com a Natureza sugere-se o percurso, a pé ou em viatura todo-o-terreno, que inclui passagens por Rodeiro, Alto da Portela de Pau, Pedra Mourisca, Alto dos Cepos Alvos, Portos, Varziela e, de novo, Castro Laboreiro

Contactos

Melgaço (Viana do Castelo)

42.030076, -8.195586